Praia da Graciosa

O acesso à praia da Graciosa é pela avenida Juscelino Kubistchek, sentido Palmas/Paraíso. Localizada na margem direita do lago formado pela construção da Usina Luís Eduardo Magalhães, a praia da Graciosa é uma das principais da Capital. Antes da formação do lago, a população contava, sazonalmente, com temporadas de veraneio com datas e programação previamente estabelecidas.

Com uma estrutura física moderna, a nova praia tem as condições básicas de utilização. A estrutura conta com banheiros, telefones, bares e restaurantes, posto de informação turística, posto policial, de saúde, unidade do Corpo de Bombeiros, quadra de esportes, marina com atracadouros e pistas de cooper. O local serve também como ponto de realização de eventos de médio porte, culturais, esportivos e de lazer, tudo compreendido na área de 520 metros de comprimento por 90 de largura.

Para banho, a praia terá uma área protegida por uma grande barreira artificial de pedra canga, que vai separar a área propícia a banho do espaço destinado às embarcações de pequeno e médio porte.

Praia do Prata

A praia do Prata se localiza na região sudoeste da capital, a aproximadamente nove quilômetros da praça dos Girassóis. Tem área total de 47.133 m² e o principal acesso é através da avenida LO-19.
Projetada de maneira rápida e com estilo arrojado, a praia do Prata conquistou a preferência tanto dos visitantes como dos moradores. Conta com uma infra-estrutura de ótima qualidade que propicia aos usuários momentos de descontração e lazer. Conta com banheiros, telefones, bares e restaurantes. O local serve também como ponto de realização de eventos de médio porte, podendo receber eventos culturais, esportivos e de lazer.

Praia das Arnos

A praia das Arnos que nasceu da vontade e da necessidade de uma população que lutou pela sua concretização. Está localizada a aproximadamente três quilômetros do Palácio Araguaia, com acesso pela avenida JK, no sentido leste. Sua área é de 8.764 m². Dotada de bares e restaurantes de pequeno porte, é hoje referência em beleza na capital.
Principal atrativo de lazer dos moradores da região Norte da cidade, vem atraindo cada vez mais visitantes de outras áreas da cidade e até mesmo de outras localidades. Possui banheiros com duchas, posto da Guarda Metropolitana, quiosques, quadra de esportes, dentre outros.

Para banho, a praia terá uma área protegida por uma grande barreira artificial de pedra canga, que vai separar a área propícia a banho do espaço destinado às embarcações de pequeno e médio porte.

Lago de Palmas

Cercado pela Serra do Lajeado e com água de um azul esverdeado, o lago de Palmas formado pela construção da Usina Luís Eduardo Magalhães possui uma extensão total de 172 km, compreendendo uma área de 626 km². Só na capital, são 54 km de comprimento e profundidade que varia entre 3 e 22 metros. A vegetação predominante é a típica do cerrado tocantinense, e dentre as espécies mais comuns da área marginal podem ser observadas a figueira, cajá, marmelada e ingá. A água apresenta qualidade de boa a ótima com IQA variando entre 58,00 e 80,00, não apresentando portanto níveis sérios de poluição.

O lago possui ótimas opções de lazer para a prática de esportes náuticos, como as competições de canoagem, wind surf, mergulho, jet ski e pesca esportiva, que já estão se tornando constantes.

Ilha Canela

Distante três quilômetros da margem direita do lago de Palmas, a Ilha Canela é uma grande praia artificial formada pelo aterro de uma antiga draga de captação de cascalho e areia. O local possui área de 45.000m2, com uma área de banho de 9.450m2, com capacidade máxima de 1.096 pessoas por dia.
A ilha é organizada pela iniciativa privada e recebe um grande número de visitantes, que podem utilizar a área para camping e mesmo alugar uma barraca para pernoite.

No local existe um atracadouro para grandes embarcações. Aos amantes das práticas esportivas, pode-se praticar voleibol, futebol e natação. Além disso, um restaurante e três quiosques abastecem a todos com a ótima comida tocantinense

 

Praça dos Girassóis

A praça dos Girassóis impressiona não apenas por sua extensão ou por sediar o majestoso Palácio Araguaia. Na praça estão importantes monumentos que caracterizam a cidade de Palmas.

Monumento Dezoito do Forte

É uma homenagem ao movimento ocorrido no Rio de Janeiro em 1922. Naquela época os militares, insatisfeitos, se revoltaram contra o Governo da República Velha, em um período turbulento que terminou com a vitoriosa revolução de 1930. As duas últimas guarnições a manter o movimento foram o Forte de Copacabana e a Escola no Realengo. O monumento é composto de dezoito esculturas, com dois metros de altura, homenageando os heróis da revolta.

Memorial Coluna Prestes

Segundo o arquiteto Oscar Niemeyer, Luis Carlos Prestes é o mais importante exemplo de coragem, coerência e patriotismo legados ao Brasil e à sua juventude. O Memorial Coluna Prestes é uma homenagem à marcha da Coluna Prestes pelo interior do Brasil. O Tocantins guarda em sua história as marcas da passagem da coluna, cuja presença será perpetuada com este memorial. A escultura em bronze, denominada o cavaleiro da luz, do artista plástico Maurício Bentes, finaliza seu caminho simbólico rumo ao coração do Brasil.

Marco do Centro Geodésico do Brasil

O marco do centro geodésico do Brasil está situado na ala norte do Palácio Araguaia, simbolizado no centro da rosa dos ventos. O símbolo foi acrescido de referências das etnias indígenas do Tocantins que enriqueceu sua beleza e simetria, além de colocá-la em um contexto histórico e cultural. A rosa dos ventos da praça dos Girassóis possui em sua estrutura de formação toda a riqueza de detalhes artísticos da cultura tocantinense.

Fonte Luminosa

A fonte luminosa é impulsionada por vários tipos de iluminação e composições de jatos de água. Uma dessas composições forma claramente um girassol com pétalas abertas – a flor símbolo do Estado. A fonte luminosa recebeu um tratamento especial com revestimento em pastilhas. Os jatos de água chegam a uma altura de 15 metros.

Relógio de Sol

É composto por um gnomo como forma de ponteiro, tem seis metros de altura e sessenta metros de diâmetro, e é o maior da América Latina. Segundo pesquisa realizada pelo clube dos astrônomos do Rio de Janeiro, só existem cerca de duzentos exemplares no Brasil. É importante não somente no aspecto ornamental, mas também como fonte de pesquisa e estudos. O relógio recebeu a vistoria do físico do Observatório Nacional e especialista em gnomônica, Marcondes Rangel.

Krahô

O povo Krahô vive numa área demarcada de 302.533 hectares, próxima às cidades de Itacajá e Goiatins, em 15 aldeias, com uma população de mais de mil e quinhentas pessoas. O local onde vivem é considerado a maior área de cerrados inteiramente preservada do Brasil. A praça Krahô da praça dos Girassóis representa a singularidade do povo Krahô onde todas as casas se distanciam igualmente do pátio que é o centro da aldeia. Cada casa tem seu próprio caminho que liga ao pátio, e estes caminhos radiais são iguais para todos, o que significa que possuem o mesmo peso social e que estão relacionados de um mesmo modo no pátio, centro das decisões políticas e de toda a vida na aldeia.

Cruzeiro

Foi o primeiro monumento artístico e histórico erguido em Palmas, foi esculpido pelo artesão Arnildo Antunes, em pau-brasil, e instalado em 18 de maio de 1989. Foi palco da primeira missa celebrada em Palmas, em ação de graças ao lançamento da pedra fundamental, em 20 de maio de 1989. Dom Celso pereira foi quem celebrou a primeira missa acompanhado dos Padres Juracy Cavalcante, Rui Cavalcante e pelo Monsenhor Jacinto Sardinha. A missa foi assistida por cerca de dez mil pessoas.

O cruzeiro é o principal marco da capital. aqui são celebradas missas campais em memória de palmas e do Tocantins.

Palácio Araguaia

Sede do poder executivo estadual, o Palácio Araguaia é um marco de onde foram projetadas ruas e avenidas da capital. Imponente, é o centro do plano diretor e ocupa uma área útil de 14 mil metros quadrados, com quatro pavimentos, sendo um subsolo. Seus arcos são uma referência histórica à Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, em Natividade. De arquitetura arrojada, o palácio Araguaia é o principal cartão postal de Palmas, e acompanha o projeto de modernidade da capital do Tocantins.

Parque Cesamar

O Parque Cesamar é um dos pontos verdes da cidade. Foi inaugurado no dia 18 de março de 1998, em alusão à data comemorativa do Dia da Autonomia, no 189º ano da Comarca de São João da Palma, hoje Paranã. Está localizado na 506 sul, av. NS –04, LO 11, Área Verde. O nome do parque é uma homenagem ao advogado geral da Prefeitura de Palmas, falecido em 1996, Cesamar Lázaro da Silva.

Possui uma pista de cooper e caminhada com 2840 metros, e um lago formado pelo córrego Brejo Comprido. Possui também uma trilha com 2000 metros, pista de skate, pista de bicicross, aparelhos de ginástica, bar e restaurante, piscina com cascata e futuramente o Centro de Convenções. No parque está localizada a sede da antiga fazenda Triângulo, que abrigou o primeiro governo de Palmas, a Casa Suçuapara.

Palacinho da Cultura

O Palacinho foi a primeira construção erguida em Palmas e a primeira sede do poder Executivo, desde a instalação da capital, em 89, até março de 91. Como tudo era início, ele foi feito em tempo recorde, em madeira de lei jatobá (pré-moldado), a exemplo das casas dos pioneiros que chegavam a Palmas. O Palacinho foi transformado em museu da memória de Palmas.

Espaço Cultural

Está localizado na quadra 202 Sul, nas avenidas LO 05 e NS 02. Com arquitetura moderna , arrojada e funcional, o Espaço Cultural é a praça do povo e dos artistas. Abriga o teatro Fernanda Montenegro, com capacidade para 500 pessoas, a sala Sinhozinho, para projeções de filmes, a biblioteca Jaime Câmara, o centro de criatividade e a grande praça.

Feira do Bosque

É realizada todos os domingos, das 16h às 21h, no Bosque dos Pioneiros. Atualmente participam 184 artesãos, que comercializam seus produtos utilizando a madeira, palha, cerâmica, tecido, ferro e pedra, além das barracas de alimentação com comidas típicas.

Distrito de Taquaruçu

É conhecido como a região serrana de Palmas pela riqueza de sua vegetação e clima ameno. Das encostas das serras caem 82 cachoeiras dos vários córregos ribeirões que atravessam vale por lajedos formando pequenas cachoeiras e remansos. Tudo isso a 32km de Palmas, com estradas pavimentadas e boa infra-estrutura de apoio ao turista como pousadas, restaurantes e bares. Nos finais de semana o pequeno povoado recebe centenas de visitantes a procura cachoeiras, trilhas ou simplesmente curtir o clima agradável da local. O Centro de Atendimento ao Turista disponibiliza guias para as visitações. Além dos atrativos turísticos o distrito é palco de eventos culturais.

Entre os principais atrativos de Taquaruçu estão as cachoeiras da Roncadeira, do Taquaruçu, do Evilson e da Sambaíba, o Vale do Vai Quem Quer, o ribeirão São João, o balneário Natureza e o Hotel Fazenda Encantada (com diversas cachoeiras, trilhas e estrutura de hospedagem).

Pólo Ecoturístico da Serra do Lajeado

A região da Serra do Lajeado, situada na parte central do Estado, contorna toda a Capital. Sua presença imponente proporciona momentos encantadores de contemplação. Mas é no seu interior onde encontramos um mundo de aventura, com atrações ecológicas inesquecíveis. São 100 cachoeiras inventariadas, 16 ribeirões, vários córregos e brejos, um verdadeiro santuário de águas geladas e cristalinas e trilhas verdejantes. A Serra apresenta também 13 grutas, cavernas e furnas, oito sítios arqueológicos com pinturas rupestres e sete mirantes. A fauna é composta de mais de 180 espécies das famílias que povoam o cerrado.

Toda extensão da Serra do Lajeado é propícia para a prática de esportes de aventura como caminhada, escalada, montain bike, parapente, treking, cavalgada, safári fotográfico e contemplação da fauna e da flora.

Copyright 2010 - Todos os direitos Reservados
by: INVENT PUBLICIDADE